Criptomoedas

Será que as criptomoedas são investimentos? O que esse mercado traz de novo?

Avanços tecnológicos e mercado financeiro sempre andaram juntos. Quem sabe perceber as mudanças, busca por informações e antecipa os acontecimentos, tem mais chances de ganhar dinheiro. A primeira e mais conhecida moeda virtual é o Bitcoin, lançada em 2009, há quase 10 anos, e até o presente momento já existem mais de 1.500 outras criptomoedas. Como você pode perceber, o tema não é novo, e continuamente surgem novos interessados em ganhar muito dinheiro rapidamente.

A minha análise é que, apesar de não existir fiscalização por parte dos Bancos Centrais ou de instituições de regulamentação, esse mercado veio para ficar. Quanto a fazer investimentos, recomendo o mesmo alerta sobre ações, CDBs e otutros investimentos: é preciso cautela, pesquisa, informação, análise, e não colocar todos os ovos na mesma cesta.

Resumidamente, posso falar da história dos irmãos Rothschild, que no ano de 1815 deram um golpe na Bolsa de Londres e no Bank of England. Por terem informações privilegiadas, eles souberam antes de todos o desfecho da guerra de Waterloo. Se a França ganhasse, as ações iriam despencar, e se a Inglaterra vencesse, subiriam absurdamente. Eles deram ordem aos seus agentes para venderem seus títulos, e eles os Rothschild com um ar triste e abatido andaram pela bolsa e começaram a vender também. Vendo isso, outros interpretaram que Napoleão ganharia, e então começaram a vender seus papéis. Os preços despencaram, outros agentes dos Rothschild começaram a comprar os títulos, em questão de horas eles dominaram a Bolsa de Londres e o próprio Banco da Inglaterra. A tecnologia foi ter espiões que conseguiram a informação 24 antes que o correio trouxesse a notícia, e a estratégia foi vender uma imagem de caos, para vender caro
e comprar barato.

A minha dica para você que deseja investir é consultar o site badbitcoin.org, lá você encontrará a lista com mais de 5.000 sites fraudulentos. Assista também ao filme no “Banco ou Bitcoin” no NETFLIX, pesquise no google “golpes criptomoedas” ou “golpe bitcoin”, e encontrará milhões de
resultados. O que escrevo não é uma recomendação de investimento, mas se eu fosse investir, investiria pouco, pouco mesmo. Olharia uma cesta de moedas virtuais, como Ethereum, Zcash, Dash, Bitcoin, acompanharia por alguns meses, faria resgates para ver a liquidez, e continuaria buscando informações. 
Vale lembrar que ao comprar uma criptomoeda o seu dinheiro “legal”, vai para outro sistema, que não tem como rastrear, pois não é feita a compensação como nos bancos.

Para finalizar esta matéria, quero dizer que uma das estatais mais antigas do Brasil, criada em 1694, pode vir a fechar as portas no futuro, pois se todos utilizarem moedas virtuais, não precisaremos mais dos serviços da Casa da Moeda. O que antes parecia impensável, hoje torna‐se uma possibilidade.

Esse novo mercado ainda vai proporcionar novas mudanças, e eu espero que você não seja enganado, no mercado financeiro temos apenas dois lados: perdedores e ganhadores.


Altemir Farinhas
Especialista em Finanças Pessoais e Comportamentais
Palestrante e escritor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *